Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Péssimo exemplo de quem deveria dar o exemplo - Rádio Alternativa 87,9 FM | A Onda da Sua Praia! | Guaratuba-Pr


No comando: Bonus

Das 00:00 às 01:00

No comando: Programação de Exemplo

Das 00:00 às 24:00

No comando: Sertãoneja

Das 05:00 às 06:30

No comando: Paixão Sertaneja

Das 06:30 às 08:00

No comando: Alternativa Comunidade

Das 08:00 às 12:00

No comando: Arquivo X

Das 12:00 às 13:00

No comando: As 7 Hits

Das 13:00 às 13:30

No comando: Vitamina

Das 13:00 às 15:00

No comando: PeãoNeja

Das 13:30 às 15:00

No comando: Zona Livre

Das 15:00 às 16:40

No comando: As Mais Mais

Das 16:30 às 17:30

No comando: A Voz da Pároquia

Das 17:30 às 18:00

No comando: No Lance do Jogo

Das 18:00 às 19:00

No comando: A Voz do Brasil

Das 19:00 às 19:59

No comando: Programação Alternativa

Das 20:00 às 22:00

No comando: Hits da Noite

Das 22:00 às 00:00

Péssimo exemplo de quem deveria dar o exemplo

Por Eloi Leichenring

 

Uma postagem na rede social Facebook  deu uma clara mostra de que nem sempre as pessoas vivem o que pregam e apregoam.

Na dita postagem  feita por  Daryanny  Letnar, presidente do PROS Guaratuba, a mesma aparece rodeada   pela  ex vereadora e  ex secretária municipal da educação Cátia Regina Silvano,   vereador Nei de Barros Stoqueiro, vereador Sérgio Braga e mais um grupo de amigos, comemorando almoço surpresa de aniversário da mesma.

Até aqui, um encontro de amigos absolutamente normal, não fosse um detalhe: estamos em tempo de isolamento social por conta do coronavírus. Alguns acham o isolamento um exagero, outros entendem como necessário e o fato  é que não há consenso em relação ao tema. Na verdade  há mais incertezas do que certezas sobre o assunto.

O problema é quando pessoas públicas que apoiam abertamente as medidas restritivas tomadas no âmbito municipal em relação a prevenção ao coronavírus, praticam e ainda divulgam atitudes diametralmente opostas ao que dizem apoiar e acreditar e ainda exigem da população o fiel cumprimento de tais restrições.

Dois vereadores de uma câmara que deixou de realizar as sessões ordinárias semanais com a justificativa de que havia iminente perigo de contaminação pelo covid-19  caso continuassem a se reunir para debater as questões do município, não veem perigo de contrair o coronavírus ou passar a alguém em reunião de confraternização.

A presidente de um partido e uma ex secretaria e pré candidata a vereadora, que deveriam dar o exemplo de cidadania, de responsabilidade, fazem questão de divulgar uma festinha, que não importa o tamanho, não deixa de ser uma festa.

Pessoalmente não vejo problema nesta confraternização. Considero que existe um certo exagero em algumas restrições, embora não seja especialista na área.

A própria prefeitura de Guaratuba autorizou a partir do dia 25 (sábado) a volta do funcionamento de restaurantes e similares, numa demonstração de que as restrições serão gradativamente adequadas, com a ressalva de que todas precauções deverão ser tomadas.

Nas fotos não da pra ver ninguém de máscara.

Não quero discutir aqui a conveniência ou não do encontro. O que discuto e coloco em discussão é que tenho dificuldade em  aceitar passivamente, sem me rebelar,  a hipocrisia do faça o que eu mando, mas não faça o que eu faço.

 

Eloi Leichsenring  é radialista e advogado com pós graduação.                                                          Contatos: eloiadvogado@hotmail.com

Esse texto é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha programática e ideológica dos editores.

Deixe seu comentário: