Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

logo-bonus
No comando: Bonus

Das 00:00 as 01:00

logo-sertaoneja
No comando: Sertãoneja

Das 05:00 as 06:30

logo-paixao
No comando: Paixão Sertaneja

Das 06:30 as 08:00

logo-altercomu
No comando: Alternativa Comunidade

Das 08:00 as 12:00

logo-arquivox
No comando: Arquivo X

Das 12:00 as 13:00

logo-as7hits
No comando: As 7 Hits

Das 13:00 as 13:30

logo-vitamina
No comando: Vitamina

Das 13:00 as 15:00

logo-peaoneja
No comando: PeãoNeja

Das 13:30 as 15:00

logo-zonalivre
No comando: Zona Livre

Das 15:00 as 16:40

logo-asmaismais
No comando: As Mais Mais

Das 16:30 as 17:30

logo-avozparoquia
No comando: A Voz da Pároquia

Das 17:30 as 18:00

logo-nolance
No comando: No Lance do Jogo

Das 18:00 as 19:00

logo-prog
No comando: Programação Alternativa

Das 20:00 as 22:00

logo-hitsdanoite
No comando: Hits da Noite

Das 22:00 as 00:00

Dengue – Boletim aponta oito mortes pela doença uma semana no Paraná

Compartilhe:
dengue

Morreram 57 pessoas da doença no estado, desde agosto de 2019.

 

Cinquenta e sete pessoas morreram por dengue no Paraná desde agosto do ano passado, segundo o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde do Paraná (Sesa), nesta terça-feira (24). Somente na última semana, foram contabilizados oito óbitos.

Ao todo, são 76.655 casos confirmados da doença em todo o estado. Em relação ao boletim anterior, são 11.131 casos a mais em apenas uma semana.

As cidades onde ocorreram as oito mortes da última semana são: Barbosa Ferraz (2 mortes), Foz do Iguaçu (1 morte), Querência do Norte (1 morte), Marechal Cândido Rondon (1 morte), Bandeirantes (1 morte), Londrina (1 morte) e em Perobal (1 morte).

Cento e sessenta e dois municípios estão em situação de epidemia, conforme a Sesa, e 34 estão em situação de alerta.

Entre as cidades com confirmação de epidemia estão São Tomé, Capitão Leônidas Marques, São Pedro do Iguaçu, Santa Amélia, São João do Ivaí, Campo Mourão, Rolândia, Bela Vista do Paraíso, Cidade Gaúcha, Quarto Centenário, Sabaúdia, Itambaracá, Araruna, Quedas do Iguaçu e Barra do Jacaré.

Atualmente são 183.699 casos notificados de dengue em 358 municípios do Paraná.

 Para reforçar os cuidados e evitar a quantidade de casos, é importante saber:

 O que é a doença?

  • A dengue é uma doença febril grave causada por um arbovírus, que são os vírus transmitidos por mosquitos. O transmissor (vetor) da dengue é o mosquito Aedes aegypti, que precisa de água parada para se proliferar.

Quem pode pegar dengue?

  • Todas as faixas etárias são igualmente suscetíveis à doença. Porém, segundo o Ministério da Saúde, as pessoas mais idosas têm maior risco de desenvolver dengue grave e outras complicações que podem levar à morte, assim como também as gestantes e crianças menores.
  • O risco de gravidade e morte aumenta quando a pessoa tem alguma doença crônica, como diabetes e hipertensão, especialmente as que não estiverem bem compensadas de suas doenças.

Como saber que está com dengue?

  • A dengue pode se manifestar de forma auto limitada, de evolução benigna ou grave. Ao perceber qualquer sinal, seja ela com ou sem gravidade, é extremamente importante procurar um serviço de saúde para fazer o diagnóstico e tratamento adequados. Pelo SUS, o tratamento é oferecido gratuitamente. Veja a diferença dos sintomas abaixo:

Sintomas iniciais

  • Febre alta com início súbito
  • Dor de cabeça
  • Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento deles
  • Perda de paladar e apetite
  • Náuseas e vômitos
  • Extremo cansaço
  • Manchas e erupções avermelhadas na pele semelhantes ao sarampo ou rubéola, principalmente no tórax e membros superiores
  • Moleza e dor no corpo
  • Dores nos ossos e articulações

 

Sinais de alerta de gravidade

 

  • Dores abdominais fortes e contínuas
  • Vômitos persistentes
  • Tonturas
  • Pele pálida, fria e úmida
  • Sangramento pelo nariz, boca e gengivas
  • Sonolência, agitação e confusão mental (principalmente em crianças)
  • Sede excessiva e boca seca
  • Pulso rápido e fraco
  • Dificuldade respiratória
  • Perda de consciência

Cura da dengue

A dengue na maioria dos casos, tem cura espontânea depois de 10 dias.

O tratamento é feito de forma sintomática, sempre de acordo com avaliação do profissional de saúde. É essencial o  repouso e não tomar medicamentos por conta própria.

Deixe seu comentário: