Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

logo-bonus
No comando: Bonus

Das 00:00 as 01:00

logo-sertaoneja
No comando: Sertãoneja

Das 05:00 as 06:30

logo-paixao
No comando: Paixão Sertaneja

Das 06:30 as 08:00

logo-altercomu
No comando: Alternativa Comunidade

Das 08:00 as 12:00

logo-arquivox
No comando: Arquivo X

Das 12:00 as 13:00

logo-as7hits
No comando: As 7 Hits

Das 13:00 as 13:30

logo-vitamina
No comando: Vitamina

Das 13:00 as 15:00

logo-peaoneja
No comando: PeãoNeja

Das 13:30 as 15:00

logo-zonalivre
No comando: Zona Livre

Das 15:00 as 16:40

logo-asmaismais
No comando: As Mais Mais

Das 16:30 as 17:30

logo-avozparoquia
No comando: A Voz da Pároquia

Das 17:30 as 18:00

logo-nolance
No comando: No Lance do Jogo

Das 18:00 as 19:00

logo-prog
No comando: Programação Alternativa

Das 20:00 as 22:00

logo-hitsdanoite
No comando: Hits da Noite

Das 22:00 as 00:00

Câmara de Guaratuba tem primeira sessão ordinária fechada por conta do coronavirus

Compartilhe:
camara-gtba

A Câmara de vereadores de Guaratuba realizou ontem (23) sessão ordinária de portas fechadas como medida para evitar riscos de  contágio pelo covid-19.

Com a ausência do presidente da casa Claudio Nazário e do primeiro secretario Sergio Braga, a sessão foi presidida pela vice presidente Paulina Muniz e secretariada pela segunda secretaria Maria Batista.

A vereadora Paulina conduziu a sessão de forma firme , mas  permitindo a manifestação livre  de seus pares, ao contrário do presidente Nazário, que costuma cortar os debates, impondo suas decisões, sem dar vez para contestações.

Destaque nesta sessão para o vereador Itamar Cidral, que na Palavra Livre falou sobre a situação delicada que se encontra o município e da necessidade de ações efetivas em relação ao desemprego e ao comércio.

Sobre o pedido de sessão extraordinária feito pelo edil na semana passada, Itamar destacou que além de rejeitar a solicitação, o presidente da casa, Claudio Nazario, passou antes a informação para o prefeito que rapidamente tornou efetiva algumas das medidas sugeridas como pauta da sessão extraordinária e só 48 horas depois Nazário respondeu negando o pedido do vereador Itamar.

Por fim, afirmou que o papel do parlamento ( no caso, câmara) é falar, requerer, etc e que o sentimento servil de Nazário em relação ao prefeito, precisa ser dosado.

Outro assunto que chamou atenção foi o pedido no mínimo inusitado, para que a Câmara aprovasse a prorrogação da defesa de prestação de contas da prefeitura por prazo indeterminado, usando como justificativa o coronavírus. Oliveira tentou abrir votação sem debates, dizendo que o plenário é soberano ( já que a situação tem maioria) e em aparte o vereador Itamar disse que não é soberano em tudo, pois está sujeito a legislação. A  presidente Paulina permitiu a manifestação dos pares antes da votação  e após manifestação da oposição, Oliveira vencido pelos argumentos,  acabou cedendo e o prazo foi dilatado para 20 dias.

Os vereadores Alex Antun, Gabriel da Ganusa e Paulo Araújo, usaram seu tempo regulamentar para, pra variar, tecer rasgados elogios a prefeito e etc.

Itamar usou seu tempo para falar fazer um paralelo entre a situação de pandemia e as questões políticas. Confira o vídeo:

Deixe seu comentário: